JUNG E OS SIGNIFICADOS DOS SONHOS

 

Carl Gustav Jung (1875-1960) acreditava na existência do inconsciente. No entanto, ele não via o inconsciente como animalesco, instintivo ou sexual e sim como algo espiritual. Segundo Jung, os sonhos são uma forma de comunicação e familiarização com nosso inconsciente. 

Os sonhos são uma janela para o inconsciente, servem para orientar o eu desperto a conseguir a plenitude e solução para  os problemas que o indivíduo enfrenta em sua vida de vigília.  Parte da teoria de Jung é que todas as coisas podem ser vistas como opostos emparelhados  bom/mau, masculino/feminino, ou amor/ódio e ele entendia o “ego” como sendo  o “senso de si mesmo”, então, a oposição do ego seria a “sombra”. A sombra representa os aspectos rejeitados de nós mesmos, aqueles que não desejamos reconhecer como nossos. A sombra é mais primitiva, um pouco inculta  e pouco hábil.  Como os sonhos são uma maneira de comunicação com o inconsciente, Jung acreditava que as imagens oníricas revelariam algo sobre nós mesmos, nossos relacionamentos com outras pessoas e situações de nossas vidas. Sonhos orientam nosso crescimento pessoal e ajudam a atingir nosso pleno potencial. 

O método de Jung para interpretação dos sonhos é colocar mais confiança sobre as interpretações do próprio sonhador. Ele acreditava que todos possuem as ferramentas necessárias para interpretar seus próprios sonhos, não existindo uma maneira única e correta de interpretação dos sonhos. O significado dos seus sonhos é uma decisão pessoal e cabe a você como interpretá-los. Para ajudar ainda mais a descobrir o significado dos sonhos, Jung observou certos símbolos oníricos que possuem o mesmo significado universal para todos os homens e mulheres. Símbolos esses que fariam parte do “inconsciente coletivo”. Enquanto os sonhos são pessoais, suas experiências pessoais, ainda assim, muitas vezes tocam em temas e símbolos universais. Estes símbolos estão presentes em todas as culturas ao longo do tempo.

 Exemplos:

 1. A persona: é a imagem que você apresenta para o mundo em sua vida de vigília. É a sua máscara pública. No mundo dos sonhos, o personagem é representado pelo Self.  Por exemplo, o personagem pode aparecer como um espantalho ou um mendigo em seu sonho, no entanto, o sonhador sabe que essa “pessoa” em seu sonho é ele próprio.

2. A sombra: é a porção reprimida e contém aspectos rejeitados de si mesmo. É a parte de si mesmo que você não quer que o mundo veja porque ele é feio ou desagradável. Ele simboliza a fraqueza, medo ou raiva. Nos sonhos, essa figura é representada por um perseguidor, assassino, um tirano, pode ser uma figura assustadora, ou mesmo um amigo ou parente próximo. Sua aparência, muitas vezes faz você sentir raiva ou medo. Esse tipo de sonho o força a confrontar as coisas que você não quer ver ou ouvir. 

3. O Anima / O animus: é o sexo feminino e masculino enquanto aspectos de si mesmo. Todos têm aspéctos tanto masculinos como femininos. Nos sonhos, a anima aparece como uma figura altamente feminina, enquanto o animus aparece como uma forma de hiper-masculino. Ou você pode sonhar que está vestido com roupa de mulher, se você é homem ou que deixou a barba crescer, se você for mulher. Esses imaginários aparecem, dependendo de quão bem você é capaz de integrar as qualidades femininas e masculinas dentro de si. Eles servem como um lembrete de que você deve aprender a reconhecer e expressar seu lado masculino (ser mais assertivo) ou feminino (ser mais emocional).

4. A Criança Divina: é o seu verdadeiro eu em sua forma mais pura. Ela não só simboliza a sua inocência, seu senso de vulnerabilidade, e seu desamparo, mas representa suas aspirações e potencialidades, esta figura é representada por um bebê ou criança pequena.

5. O Velho Sábio / A mulher sábia: é o auxiliar em seus sonhos. Representado por um professor, pai, médico, padre ou alguma autoridade ou mesmo por uma figura desconhecida, esses sonhos servem para oferecer orientação e palavras de sabedoria. Eles aparecem em seu sonho como uma forma de orientação.

6. A Grande Mãe: aparece em seus sonhos como sua própria mãe, avó ou outra figura feminina repleta de bondade e carinho. Ela lhe oferece confiança positiva. Negativamente, pode ser descrita como uma bruxa ou mendiga.

7. O Malandro:, como o nome implica, é um brincalhão que não quer que você se torne sério demais.  O malandro pode aparecer em seu sonho quando você exagerar ou subestimar uma situação ou quando você estiver incerto sobre uma decisão. O malandro muitas vezes faz você se sentir desconfortável ou constrangido, por vezes, zombando de você ou expondo suas vulnerabilidades. Ele pode assumir formas sutis, às vezes até mudar a sua forma.

Sonhos arquetípicos, também chamados de “sonhos míticos” ou “grandes sonhos”, geralmente ocorrem em momentos importantes ou períodos de transição em nossas vidas. Tais sonhos têm uma qualidade cósmica, são extremamente vivos e permanecem em nossa mente muito tempo depois que tivemos o sonho, as vezes, por anos e anos.Bons Sonhos!

CONHEÇA A TERAPIA DO FEMININO!

UM JEITO DIFERENTE DE FAZER TERAPIA!

 

3 Respostas para “JUNG E OS SIGNIFICADOS DOS SONHOS

  1. adorei o texto, concordo com tudo, sempre tento dar uma interpretação positiva para meus sonhos, sempre consulto o site sonhos.clickgratis.com.br e confio no siginificado mais otimista pros meus sonhos.bjos.

  2. interessante, eu sempre pesquisei no site sonhos.clickgratis.com.br mas nunca tinha visto por esse lado.

  3. Erotildes Vittoria

    muito bom, já conhecia.. obrigada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s