PSIQUE FEMININA

“Para viver o mais próximo possível da vida espiritual selvagem, a mulher precisa sacudir mais a cabeça, ser mais exuberante, ter mais faro na sua intuição, ter mais vida criativa, enfiar mais a mão na massa, ter mais solidão, ter mais companhia de mulheres, levar uma vida mais natural, ter mais fogo, elaborar mais as palavras e  as idéias.”Clarissa Pinkola Estes, em “Mulheres que correm com os Lobos”.

O trabalho na TERAPIA DO FEMININO é realizado numa abordagem JUNGUIANA, onde há espaço para uma escuta integradora da história de vida, onde a emotividade estará vinculada com a “saúde” da mulher como um todo. Em outras palavras: a dor, o sofrimento, as perdas, a raiva, a rejeição, o medo são marcas que serão trabalhadas a partir do ponto “luz” de cada mulher: olhar para a “alma” feminina e perceber o que pode ser transmutado de forma natural e tranqüila.

A TERAPIA DO FEMININO atua em níveis e dimensões diferenciadas, seja no aspecto físico, emocional, cognitivo ou energético. As ferramentas de trabalho diferem de acordo com o perfil e necessidade de cada cliente.

É um trabalho que encanta a cada sessão de trabalho, a cada descoberta, a cada desafio vivido e transformado no aprendizado de reescrever a memória dos sonhos, do nascimento, da infância, da adolescente e da mulher adulta.

Colocamos uma especial atenção no estudo do inconsciente. A estratégia básica  requer que tanto a Terapeuta quanto a cliente deixem de lado suas respectivas estruturas conceituais, as previsões, os pressentimentos e as expectativas. Ambas devem se mostrar abertas e ousadas, prontas para seguir o fluxo da experiência com uma confiança profunda em que o organismo descobrirá seu próprio caminho de cura e evolução.

Estresse, cansaço, ansiedade, medo, pânico, solidão, insegurança, ciúmes, problemas de relacionamento em casa ou no trabalho, além de angústia, depressão, desespero e crises em diferentes fases da vida (adolescência, idade adulta, menopausa e terceira idade), pesadelos, insônia, tabagismo, alcoolismo, drogas, dificuldades alimentares e uma série de conflitos, internos ou externos, vem-se tornando responsáveis por distúrbios físicos e mentais que afetam cada vez mais mulheres.

Agende uma avaliação gratuita!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s