ASTROLOGIA: AS DOZE TAREFAS DE CADA SIGNO

 “… E naquela manhã, Deus compareceu ante suas doze crianças e, em cada uma delas, plantou a semente da vida humana. Uma por uma, cada criança deu um passo à frente, para receber o dom e a função que lhe cabia.

“Para ti, ÁRIES, dou a primeira semente, para que tenhas a honra de planta-la. Para cada semente que plantares, mais outro milhão de sementes se multiplicará em tuas mãos. Não terás tempo de ver a semente crescer, pois tudo o que plantares crescerá cada vez mais e mais para ser plantado. Tu serás o primeiro a penetrar no solo da mente humana levando Minha Idéia. Mas não cabe a ti alimentar e cuidar dessa idéia, nem questiona-la. Tua vida é ação, e a única ação que te atribuo é a de dar o passo inicial para tornar os homens conscientes da Criação. Por este trabalho, eu te concedo a virtude do Respeito por si mesmo.” Silenciosamente, Áries retornou a seu lugar.

“Para ti, TOURO, Eu dou o poder de transformar a semente em substância. Grande é a tua tarefa, e requer paciência; pois tem que terminar tudo o que foi começado, para que as sementes não sejam dispersas pelo vento. Não deves assim questionar; também não deves mudar de idéia no meio do caminho, nem depender dos outros para a execução do que te peço. Para isso, Eu te concedo o dom da Força. Trata de usa-la sabiamente!” E Touro voltou a seu lugar.

“A ti, GÊMEOS, Eu dou as perguntas sem respostas, para que possas levar a todos um entendimento daquilo que o homem nem vê ao seu redor. Tu nunca saberás por que os homens falam ou escutam, mas em tua busca pela resposta encontrarás o meu dom, reservado a ti: o Conhecimento.” E Gêmeos voltou a seu lugar.

 “A ti, CÂNCER, atribuo a tarefa de ensinar aos homens a emoção. Minha idéia é que provoques neles risos e lágrimas, de modo que tudo o que eles vejam e sintam desenvolva uma plenitude desde dentro. Para isso, Eu te dou o dom da Família, para que tua plenitude possa se multiplicar.” E Câncer voltou a seu lugar.

 “A ti. LEÃO, atribuo a tarefa de exibir ao mundo Minha Criação em todo o seu esplendor. Mas deves ter cuidado com o orgulho, e sempre lembrar que é Minha a Criação, e não tua. Se o esqueceres, serás desprezado pelos homens. Há muita alegria em teu trabalho, basta fazê-lo bem. Para isso, eu te concedo o dom da Honra.” E Leão voltou a seu lugar.

“A ti, VIRGEM, peço que empreendas um exame de tudo o que os homens fizeram com minha Criação. Terás que observar com perspicácia os caminhos que percorrem e lembrá-los de seus erros, de modo que, através de ti, Minha Criação possa ser aperfeiçoada. Para que assim o faças, Eu te concedo o dom da Pureza.” E Virgem voltou a seu lugar.

“A ti, LIBRA, dou a missão de servir, para que homem esteja ciente dos seus deveres para com os outros; para que ele possa aprender com a cooperação, assim como com a habilidade de refletir o outro lado de suas ações. Hei de te levar onde quer que haja discórdia e, por teus esforços, Eu te concederei o dom do Amor.” E Libra voltou a seu lugar.

“A ti, ESCORPIÃO, darei uma tarefa muito difícil. Terás a habilidade de conhecer a mente dos homens, mas não te darei a permissão de falar sobre o que aprenderes. Muitas vezes, te sentirás ferido por aquilo que vês e, em tua dor, te voltarás contra Mim, esquecendo que não sou Eu, mas a perversão da Minha Idéia, o que te faz sofrer. Verás tanto e tanto do homem enquanto animal, e lutarás tanto com os instintos em ti mesmo, que perderás o teu caminho; mas quando, finalmente, voltares, terei para ti o dom supremo da Finalidade.” E Escorpião voltou a seu lugar.

“A ti, SAGITÁRIO, Eu peço que faça os homens rirem, pois entre as distorções da Minha Idéia, eles se tornam amargos. Através do riso, darás ao homem a esperança e, por ela, voltarás seus olhos novamente para Mim. Chegarás a ter muitas vidas, ainda que por um só momento; e, em cada vida que atingires, conhecerás a inquietação. A ti, Sagitário, darei o dom da Infinita Abundância, para que possas expandir o bastante, até atingir cada recanto onde haja escuridão, e levar aí a luz.” E Sagitário voltou a seu lugar.

“De ti, CAPRICÓRNIO, quero o suor da tua fronte, para que possas ensinar aos homens o trabalho. Não é fácil a tua tarefa, pois sentirás todo o labor dos homens sobre os teus ombros; mas, pelo jugo de tua carga, te concedo o dom da Responsabilidade.” E Capricórnio voltou a seu lugar.

“A ti, AQUÁRIO, dou o conceito de futuro, para que através de ti o homem possa ver outras possibilidades. Terás a dor da solidão, pois não te permitirei personalizar o Meu Amor. Para que possas voltar os olhares humanos, Eu te concedo o dom da Liberdade, de modo que, livre, possas continuar a servir a humanidade onde quer que ela esteja.” E Aquário voltou a seu lugar.

 “A ti, PEIXES, dou a mais difícil das tarefas. Peço-te que reúnas todas as tristezas dos homens e as traga de volta para Mim. Tuas lágrimas serão, no fundo, Minhas lágrimas. A tristeza e o padecimento que terás de absorver são os efeitos das distorções impostas pelo homem à Minha Idéia, mas cabe a ti levar até ele a compaixão, para que possa tentar de novo. Por essa tarefa, Eu te concedo o dom mais alto de todos: tu serás o único de Meus doze filhos que me compreenderá. Mas este Entendimento é só para ti, Peixes, pois quando tentares difundi-lo entre os homens, eles não te escutarão.” E Peixes voltou a seu lugar.

“Então Deus completou: cada um de vós é perfeito, mas não compreendereis isso até que vós doze sejais Um. Agora vão” E lá se foram as doze crianças executar suas tarefas da melhor maneira.

por Martin Schulman

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s