O “OM” E SEUS SIGNIFICADOS

 

Aum (Om também), é a sílaba sagrada do hinduísmo, que se originou da tradição védica.  A sílaba é por vezes referida como o Udgitha ou “pranava mantra” (mantra primordial), não só porque ele é considerado o som primordial, mas também porque a maioria dos mantras começam com ele. 

Encontrado em primeiro lugar nas escrituras védicas do hinduísmo, Aum tem sido visto como a primeira manifestação do imanifesto Brahman que resultou no universo fenomenal. Basicamente, todo o cosmos provém da vibração do som “Aum” na cosmologia hindu. Na verdade, é tão sagrado que é o prefixo e sufixo de todos os mantras e encantamentos hindus. É sem dúvida o símbolo mais representativo do hinduísmo.  Deuses e Deusas são muitas vezes referidos como Aumkar, o que significa Forma de Aum, implicando que eles são ilimitadas por serem o conjunto de vibração do cosmos. 

Na metafísica hindu, é proposto que o cosmos se manifesta de Brahman, tendo nome e forma e que a aproximação com o nome e a forma do universo é Aum, uma vez que toda a existência é fundamentalmente composta de vibração. Isto é considerado por alguns como uma reminiscência de algumas teorias físicas atuais, como a física quântica e a teoria das supercordas, que descrevem o universo em termos de vibração dos campos.  É freqüentemente usada para representar três em um (a trindade), um tema comum no hinduísmo. Isso implica que a nossa existência atual é “um pouco menor que a realidade”, que, a fim de saber toda a verdade, devemos compreender para além do corpo e do intelecto e intuir a verdadeira natureza do infinito, de um Plano Divino que está iminente, mas também transcende toda a dualidade, o ser e o não-ser, que não pode ser descrita em palavras.  Quando se adquire verdadeiro conhecimento, não há separação entre conhecedor e conhecido: o conhecimento torna-se um / a própria consciência. Em essência, Aum é o significado da verdade suprema que tudo é um : Criação (Brahma) – Preservação (Vishnu) – Destruição (Shiva) . 

A primeira palavra Om (Aum) é também chamada de “Pranav” porque seu som emana do Prana (força/energiavital). Finalmente, OM é a soma e a substância de todas as as palavras que podem emanar da garganta humana. É o som primordial e fundamental simbólico do Absoluto Universal.  Aum é visto como a fonte da existência tal como a conhecemos nas dimensões causal de tempo e espaço, Aum não é apenas a afirmação, mas a negação, e transcende a ambos. No budismo essa sílaba quase nunca é transliterada como Aum, mas como Om. Esta sílaba é também incorporada no mantra “Om Mani Padme Hum”, que pode ser traduzido como  “‘Recebemos a Jóia da consciência no coração do Lótus ou , ainda “Recebemos a jóia da consciência divina, no centro do nosso chakra da coroa.

Namaskar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s