A DIFÍCIL HORA DAS MUDANÇAS

Tem horas em que tudo o que precisamos fazer é deixar o fácil, o conhecido, o antigo para trás. Saber quando algo morreu é fundamental para nossa sanidade. Conseguir perceber que um relacionamento chegou ao fim, conseguir colocar um ponto final numa história que era para ser de amor e virou “história de terror”. Sair de uma casa quando sentimos que a energia daquele local se esgotou para nós, sabendo que outros virão morar ali e com um pouco de sorte renovarão a pintura. Tirar tudo do armário e se livrar de roupas velhas, pouco ou muito usadas, mas tão desbotadas pela falta de utilidade que você, finalmente, resolve vendê-las, doá-las, rasgá-las, enfim, fazer algo para desaparecer com o inútil do seu armário e da sua vida. Perceber que é hora de mudar de emprego, de carreira, de cidade, de país. Como o patinho feio sair pelo mundo e procurar sua turma, deixando os “patos” seguirem seu rumo. Saber que vão falar de você, mas fazer o quê, falariam de qualquer jeito. Parar de buscar aprovação dos seu pai, da sua mãe, do seu vizinho,  conseguir deixar o passado ir, os falsos amigos irem, os antigos amores partirem, deixar a vida fluir. A vida esta sim merece fluir como um rio que se esvai sabendo que permanecerá cheio pela água da nascente, e assim corre tranquilo, sem medo, sabendo que nada fica vazio por muito tempo, que seremos novamente preeenchidos, nem que seja pela paz. Aceitar mudar de religião, de estado civil, de opção sexual, de profissão, de status, trocar o carro,  mudar a marca da granola, enfim, é bom mudar. Não devemos fugir dos ritmos e ciclos, eles sim são perfeitos e naturais: a terra com seu movimento de translação e rotação, os dias, horas, segundos, meses, anos, séculos, eras glaciais, fases lunares, sementes, lagartas e borboletas, vida-morte-vida, tudo muda incessantemente num ritmo perfeito e seguro. Deixe o passado ir,  acerte seu passo, seja realmente responsável pela sua felicidade. Trace uma estratégia, faça planos ou vire a mesa hoje mesmo, mas tenha coragem de mudar o que for necessário em cada aspecto de sua vida, seja de ordem interna ou externa. Infeliz você já está, vamos arrumar a casa? Namastê!   

Uma resposta para “A DIFÍCIL HORA DAS MUDANÇAS

  1. Elaine Bonaparte

    Carla, acabei de acessar seu blog, pois eu tinha certeza que encontraria algo de bom para eu ler e melhorar meus pensamentos, e quando abri, tive a certeza que essas palavras são para mim. Como sempre, me ajudou muito. Está faltando pouco para eu mudar o rumo da minha vida, pois do jeito que está, não dá para ficar…..
    Que vc continue sendo essa pessoa tão iluminada!
    Beijo grande.
    Elaine

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s